TAVERNA DO XADREZ


27/04/2013


MEMORIAL ALEKHINE & ZUG

Após 8 rodadas, Topalov lidera: +3 =5

                  Após 8 rodadas, com 48 jogos disputados (apenas 29% deles com resultado favorável para um dos contendores), temos o búlgaro Topalov na liderança. Jogando um xadrez firme, mostrando a velha maestria para jogar no ataque e com um repertório acutíssimo de aberturas, eu não estranharia se o ex-campeão mundial vencesse o certame. Faltam 3 rodadas, Ponomariov segue em segundo e invicto, assim como Karjakin, que raramente ganha (e raramente perde).

 

Alexander Alexandrovich ALEKHINE

                     Já o memorial Alekhine apresenta 10 topboards do xadrez mundial: Anand, Aronian, Kramnik, Liren, Svidler, Gelfand, Fressinet, Lagrave, Vitiugov e Adams. Na primeira rodada, dois choques: o jovem prodígio chinês Ding Liren bateu o fortíssimo  Aronian em um jogo espetacular; o plácido Adams também mostrou sua força e, de pretas, bateu o atual campeão mundial em grande estilo. Abaixo, a partida de Liren e Aronian, com os comentários do GM Argvelashvili, traduzidos e adaptados por este que vos escreve:

Liren (de costas) x Aronian

 

DING LIREN vs LEVON ARONIAN (ECO D45)

1.d4 d5 2.c4 c6 Cf3 Cf6 4.c3 a6 5.e3 e6 6.c5 Cbd7 7.b4 a linha principal. No match do Campeonato Mundial (Anand x Gelfand), o jogador de Israel surpreendeu Anand com o raro 7. Dc2, o que lhe permitiu uma leve vantagem na abertura que foi convertida em um ponto inteiro.

7. ...b6 8.Bb2 a5 9.a3 Be7 10.Bd3 O-O 11.O-O Ba6 as pretas querem trocar o bispo passivo.

12.Ce1 !? Eu realmente gosto deste movimento de Ding. Brancas se preparam para recapturar em d3 com um cavalo e possivelmente jogar f3 - e4 12. ... Bc4?! Interessante, mas arriscado. Em vez de trocar bispos em d3, Aronian quer trocar bispos em c4, criando um peão passado e uma posição mais dinâmica.

13.Bxc4 dxc4 14.De2 Tb8 15.Ta2! Defende o bispo em b2 casa as pretas escolham trocar peões em c5.

15.b5 16.e4 Tb7 17.Cc2 Cb8 18.Taa1 Após Bc4, Aronian se encontra em posição difícil e sem contrajogo 18. ...Dc8 19.Tad1 Td8 20.Bc1! Transferindo para f4 aonde terá atuação no centro 20. ...Ca6 21.Bf4 Tbd7 22.h3 Ce8 23.De3 Bf6 24.e5 Be7 25.Ce4! Cavalo marcha para d6, aonde irá paralisar todo jogo das pretas 25. ...Cac7 26.Cd6 Da8 27.Dg3 Cd5 28.Ce3! Cc3 29.Tde1 Bxd6 30.exd6 Ce4 31.Dh4 Cd2 parece que as pretas ganharam a troca, mas...

32.Cd5! Cxf1 33.Cb6 Da7 34.Txf1 Cf6? Parece natural, mas permite uma bela combinação.

 

35.Be5! Cd5 36.Cxd5! exd5 37.Bxg7!! amazing 37. ...Rxg7 38.Dg5+ Rf8 39.Df6 Rg8 40.Te1! A torre encerra a partida 40. ...axb4 41.Te5 h6 42.Th5 Dxa3 43.Dxh6 (Txh6??) 43. ...f6 44.Dxf6 1-0. 

Após 5 partidas a "parte-Paris" acabou com os franceses na liderança (Lagrave seguido por Fressinet). A segunda parte será em Moscou. Para se ter uma ideia do nível do evento, Kramnik está com 2 derrotas e Svidler, 3. Aposto em Aronian, e vocês? Boa semana!


Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 16h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/04/2013


Leko (Black) x Topalov (White)

 

                        Em Zug, na Suiça, está acontecendo um interessante Grand Prix envolvendo GMs de grande expressão. Os veteranos Kamsky, Topalov, Leko, Rustam e Morozevich disputam o evento com uma old geração de prodígios(Radjabov, Ponomariov, Karjakin, Nakamura) e uma nova geração de prodígios (Giri, Caruana). Após 3 rodadas, a liderança conjunta pertence a Moro, Topalov e Ponomariov, todos com 2 pontos. Abaixo, um duelo entre dois antigos esgrimistas: Topalov x Leko. O húngaro começou bem a partida, mas Topalov demonstrou que ainda é um jogador bastante perigoso (comentários traduzidos do site chessvibes):



TOPALOV x LEKO

Zug Grand Prix, 3ª rodada

 

1. d4 Cf6 2. c4 e6 3. Cf3 d5 4. Cc3 Bb4 5. cxd5 exd5 6. Bg5 h6 7. Bh4 c5 8. e3 c4 9. Cd2  9. Be2 g5 10. Bg3 Cc6 11. O-O O-O 12. Cd2 Bf5 13. a3 Bxc3 14. bxc3 De7 15. a4 Tfe8 Jakovenko,D (2732)-Wojtaszek,R (2733)/Eilat 2012 9... g5 10. Bg3 Bf5 11. Be5 Bxc3 12. bxc3 Cbd7 13. Bd6 Db6 14. Bb4?!

14. Bg3 Db2 15. Dc1 Dxc1+ 16. Txc1 b5 17. f3 O-O 18. Rf2 Rfe8 19. a4 a6 Radjabov,T (2740) -Eljanov,P (2751)/Astrakhan 2010

 

14... a5 15. Ba3 Dc6 A posição das pretas é melhor. Elas serão capazes de mover o peão  b7-b5-b4 com ganho de tempo.


16. Be2 b5 17. O-O Tb8 18. f3 Brancas devem buscar contrajogo no centro.


18... b4 19. Bb2 O-O 20. Tc1 Cb6 21. Ba1 De6 22. e4 dxe4 22... Tfe8!?


23. cxb4 axb4 24. fxe4 24. Cxc4!?


24... Cxe4 24... Bxe4!? 24... c3!?


25. Bxc4 Cd5 26. Cb3 Bg6 27. Cc5 Dd6 28. Df3 Tfe8?! 28... Tbe8

 

29. Ca6! Isso ganha uma troca, mas as pretas têm compensação.



29... Tb7 30. Bxd5 Dxd5 31. Cc7 Txc7 32. Txc7 Dxa2 33. Dh3 Dd5 34. Dxh6 Cc3 35. Rh1? Um grande engano. Primeiro, era necessário 35. Bxc3 bxc3 e só então 36. Rh1 e.g. 36... Df5 37. Tg1 c2 38. Tc5 =

 

35... Df5 36. Tg1 Ce4! A diferença.


37. Tc2 b3 38. d5 f6 39. Te2 Bf7? Com 20 segundos no relógio Leko desperdiça 39... Rf7! Que parece perto de vencer, embora Houdini “paira” com 40. d6! Cg3+ 41. hxg3 Txe2 42. d7! Td2 43. Rh2 Txd7 44. Tc1


40. d6! Dg6?! 40... Bd5 41. d7 Td8 42. Tc1 Bb7

 Leko luta bastante, mas Topalov joga a fase final com firmeza e arremata o ponto.

41. Dxg6+ Bxg6 42. d7 Td8 43. Td1 Rf7 44. g4 Cc5 45. Td6 Ce4 46. Td4 Cc5 47. Te3 Bc2 48. Tc3 Cxd7 49. Te3 f5 50. Bb2 fxg4 51. Td5 Rg6 52. Te7 Ta8 53. Tdxd7 Ta2 54. Td6+ Rh5 55. Bg7 g3 56. h3 Bg6 57. Tee6 b2 58. Bxb2 1-0.

                    Para a 4ª rodada, teremos Rustam x Topalov (cheira a empate), Nakamura x Kamsky (Gata precisa abrir os olhos, Naka deve estar louco por um escalpo), Radjabov x Leko (outro provável empate, mas com a fase de Radja...), Ponomariov x Giri (Giri é talentoso, mas o ucraniano é extremamente perigoso), Moro x Karjakin (dois jogadores extremamente fortes, mas, quando inspirado, Moro pode vencer a qualquer um), Mameryadov x Caruana (o "machado" azeri contra o italiano posicional...talvez empate). Ótima semana e até o próximo post!

 

Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 09h25
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/12/2011


LONDON, BRASILEIRO, SAN SEBASTIAN, REGGIO EMILIA

 

                Último post do ano, vários assuntos para colocar em dia... primeiro, o agradável London Chess acabou com a merecida vitória de Kramnik (+4 =4), com Naka em segundo e Magnus em terceiro (tira a graça ganhar tudo, escandinavo!).

 

Kramnik: em 2012, a sombra do gigante russo ameaçará o reinado de Anand?

 

              Tivemos também o Campeonato Brasileiro de Xadrez, que contou com 12 participantes (7 GMs!). Mecking voltou a participar do evento após longo hiato e, na modesta opinião de quem escreve estas palavras, foi muito bem: perdeu apenas uma partida (para Vescovi, o que não é demérito nenhum), venceu quatro partidas e empatou outras seis, ficando com o "bronze"; o gênio Mequinho ainda consegue dar muito trabalho para a molecada; em segundo lugar ficou Fier, invicto e mostrando que 2012 pode ser um grande ano para o jovem e talentoso GM brasileiro. O campeão foi Leitão, com impressionantes 9 pontos em 11 possíveis (+7 =4); creio que Rafael D. Leitão, o "Pigzilla", está jogando o xadrez mais sólido na América do Sul ultimamente, pena que não há mecenas tupiniquins dispostos a bancar uma "turnê" do brasileiro na Europa (o $$$ no Brasil é direcionado para jogadores de futebol que, na maioria das vezes, respondem com imaturidade e atitudes insensatas). Parabéns ao GM maranhense!

 

3 gerações de mestres brasileiros: Mecking, Leitão e Fier.

 

                  

                    A Espanha realiza o torneio de San Sebastian, em comemoração ao centenário do torneio de mesmo nome que colocou em evidência o nome de um dos maiores gênios do xadrez em todos os tempos: José Raul Capablanca; a parte interessante do torneio é que ele será jogado com cada jogador se enfrentando, simultaneamente, com dois tabuleiros; ou seja, são disputadas duas partidas ao mesmo tempo. 

                        Enquanto isso, temos o tradicional torneio Reggio Emilia, que esse ano conta com a participação de Morozevich, Caruana, Ivanchuk, Giri, Nakamura e Vitiugov. Na primeira rodada, Caruana deixou escapar uma chance de complicar o jogo para Morozevich e acabou derrotado; Ivanchuk também quase conseguiu o escalpo de Giri, mas o garoto holandês conseguiu o empate. Nakamura, de pretas, mostrou um jogo preciso e venceu ao talentoso Nikita Vitiugov. Na segunda rodada, Morozevich, jogando pela segunda vez com as pretas, bateu Giri com um jogo ofensivo e convincente:

 

A.GIRI X A.MOROZEVICH

Reggio Emilia, 2º round, 28/12/11

 

1.Cf3 d5 2.d4 Cf6 3. c4 c6 4.e3 Bg4 5.h3 Bh5 6.Cc3 e6 7.g4 Bg6 8.Ce5 Cbd7 9.h4 dxc4 10.Cxg6 hxg6 11.g5 Cd5 12.Bxc4 Bb4 13.Bd2 De7 14.a3 Cxc3 14...Ba5 15.Dc2 Cxc3 16.Bxc3 Bxc3+ 17.Dxc3 Cb6 18.Bb3 Dxg5 19.hxg5 Txh1+ 20.Re2 Txa1 21.d5 cxd5 22.Dxg7 Th1 23.Ba4+ Re7 24.Bc2 Re8 25.Dg8+ 1/2-1/2 (25) Tregubov - Inarkiev/Dagomys 2009

 

15.bxc3 Ba5 16.f4 O-O-O 17.Db3 Cb6 18.Bd3 Rb8 19.Re2 Dd7 20.Be4 f6! 21.gxf6 21. Bxg6 e5!

 

21...gxf6 22.Tag1 22.Bxg6 e5!

 

22...e5 23.fxe5 fxe5 24.Tg5 exd4! 25.Txa5? The8 25...Dg4+ 26. Bf3 d3+ 27. Rf2 Tdf8 28.Dd1 Txh4 Também venceria.

 

26.Bg2?! Houdini tenta defender com 26.cxd4 Txe4 27.Rd1 mas é difícil acreditar que as brancas sobreviveriam.

 

26...dxe3 27. Bc1 Dd3+ Ou 27...Dg4+ 28.Bf3 Dg3 29.Bxe3 Df4 -+

 

28.Re1 e2 29.Bf4+ Ra8 30.Rf2 Tf8 31.Db4 Cc4 32.Txa7+ Rxa7 33.Da4+ Rb6 34.Db4+ Ra6 35.Da4+ Ca5 36.Bf3 b5 0-1

 


Moro e Giri antes do início da batalha.

 

               Morozevich com ótimos resultados novamente, jogando seu xadrez dinâmico e criativo; em Reggio Emilia/2010, o russo não foi tão bem, perdeu 3 partidas, inclusive uma para Ivanchuk onde ficou apenas contra o rei e o ucraniano ficou com rei, um bispo e um cavalo; Moro "pagou para ver" se Chucky sabia dar mate com bispo e cavalo (será que todo mestre sabeMuito feliz, mesmo com pouco tempo no relógio?) e, evidentemente (e esportivamente) levou xeque-mate (quem quiser conferir a partida entre em http://www.chessgames.com/perl/chessgame?gid=1602817).

                Espero que tenham gostado do post, até o próximo ano. Desejo a todos que se dão ao trabalho de abrir e ler o meu blog muita paz, saúde e prosperidade!

                

Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 15h08
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

11/12/2011


LONDON CHESS CLASSIC - Falta apenas uma rodada...

 

Caricatura de Naka e seu nome mentor, Kasparov.

 

                 O torneio em Londres tem sido uma grata surpresa: número menor de empates que o Memorial Tal, empates lutados e algumas partidas bastante interessantes. Será que o fato de um jogador ficar de bye por rodada ajudou? Espero que outros torneios repitam a fórmula para que se possa chegar a uma conclusão a respeito. Bom, vou escrever sobre as rodadas 3 até a 8.

Rodada 3: Aronian obteve sua única vitória no torneio (sobre Short) enquanto Nakamura perdeu sua única partida até agora (para Carlsen, sempre difícil para ele).

Rodada 4: Nakamura surpreendeu e virou o jogo contra Anand (ganhou de pretas!); Adams e Howell, se candidataram a saco de pancadas do torneio e perderam respectivamente para Short e McShane.

Rodada 5: Naka bateu Howell, Anand conseguiu sua única vitória até aqui (de pretas contra Short), e Kramnik bateu Adams de forma convincente.

Rodada 6: Única rodada em que todo mundo empatou. Após essa rodada, Nakamura liderava o evento (já estaria "sofrendo" a influência de seu atual treinador, o poderoso Garry Kasparov?)

Rodada 7: Short jogou um gambito do rei contra McShane, e mesmo estando perdido no final, jogou para deixar o público feliz. Eis a posição final do jogo entre ambos:

 

Após 36. ...g2+, Short Abandonou. Após 37.Kxg2 h1="Q"+, não há esperança.

 

               Carlsen bateu Adams, jogando o inglês na "lanterninha" do evento. Quanto a Kramnik e Howell, digamos o seguinte: o que você diria para seus amigos que jogam xadrez que você enfrentou um jogador fortíssimo, coroou duas damas e mesmo assim não venceu? Foi o que aconteceu com Howell, em uma partida incrível de Kramnik:

 

KRAMNIK V. X HOWELL D.

7ª RODADA - ECO D40

 

1.Cf3 d5 2.d4 Cf6 3.c4 dxc4 4.e3 e6 5.Bxc4 c5 6.O-O a6 7.Cc3 Cc6 8.a3 b5 9. Ba2 Bb7 10. De2 Dc7 11. Td1 11.h3 Be7 12.dxc5 Bxc5 13.b4 Bd6 14.Bb2 Tc8 15.Tac1 Db8 16.Bb1 Ce7 Piket – Kortschnoj / Tilburg 1998

 

11...Td8 12.d5 exd5 13.Cxd5 Após 13.Bxd5 b4 14.axb4 cxb4 15.Txa6 (15.Cg5 Kramnik "não poderia fazer isso funcionar" após 15...Td7 (15...bxc3 16.Bxf7+ Re7 17.bxc3 Txd1+ 18.Dxd1 Dd7 19.Db3! +- Kramnik) 16.Txa6 bxc3 17.Bxc6 Bxc6 18.Txd7 Dxd7) 15...bxc3 16.Bxc6+ Bxc6 17.Txd8+ Rxd8 18.Dd3+ Rc8 19.Cd4 Bb7 20.Ta4 Rb8 13.e4 dxe4 14.Bg5 Be7

 

13...Cxd5 14.Bxd5 Be7 “Após 14”...Bd6 15.e4 O-O 16.Bg5 pode ser um pouco “chato” (Kramnik)

 

15.e4 O-O 16.g3! 16.Bd2 Bf6 17.Be3 c4 18.Tac1 Ca5 19.Bxb7 Cxb7 20.b4 Txd1+ 21.Txd1 Td8 Schoene – Balicki / Rostock 1987

 

16...Ca5 17.Bf4 Dc8 17...Db6 18.Ce5 (18.Bd2 Bxd5 19.exd5 Bd6 (19...Bf6 ) 20.Cg5 ) 18...Bxd5 19.Txd5 De6 20.Tad1

 

18. a4 "Eu não acreditei que 18.Bd2 Cc4 19.Bxc4 bxc4 20.Dxc4 (20.Bc3 Dg4) 20...Dg4 21.Ce5 Dxe4 22.Dxe4 Bxe4 23.Ba5 Txd1+ 24.Txd1 poderia obter qualquer coisa especial." (Kramnik)

 

18... b4 18...Cc4 19.Bxc4 bxc4 20.Dxc4

 

19. Tac1 19.Ce5 Bxd5 (Kramnik certamente calculou 19...Bf6 20.Cg4 Bd4 21.Txd4 cxd4 22.Tc1 Da8 23.Ch6+ gxh6 24.Be5 e as pretas não têm defesa!) 20.Txd5 Cb3 21.Tad1 Cd4 22.Dc4 De6 23.Rg2

 

19...Bc6 20.Bg5 Bxg5 20...Db7 21.Txc5! Bxc5 22.Bxd8 Txd8 23.Bxf7+ Kramnik 20...Bxd5 21.Bxe7 Bc4 22.Txd8 Dxd8! Kramnik 23.Dxc4! Houdini mostra 23...Dxe7 24.Dxc5 Dxc5 25.Txc5 com um final tecnicamente vencedor.

 

21.Txc5 Bf6 21...Bb5 22.axb5 Dxc5 23.Cxg5 De7 24.Dh5 h6 25.Cxf7 Txd5 26.Cxh6+ gxh6 27.Dxd5+ Df7 28.bxa6 Kramnik


22.Txa5 Bxd5 23.Taxd5 Txd5 24.Txd5 24.exd5 Te8 25.Dd3 Bxb2 26.d6 Dd7 27.Dxa6 Kramnik

 

24...Dc1+ 25.Rg2 Bxb2 26.Dxa6 Dc2 27.Td2 Db3 27...b3 28.De2 Tc8 29.Ce1 Kramnik

 

28.a5 Bc3 29. Td5 Dc2 30. Db7 b3 30...Dxe4 31.a6 f5 (31... h6 32.Td8!) 32.a7 De8 33.Ta5 Da8 34.Tb5 De8 35.Db8 Kramnik


31.a6 b2 32.Tb5 Da4 33.a7 h6 34.e5 Rh7 35.Tb3 Da2 36.h4 Rg8 37.h5 Da5 38.Db8 Da2 39.Txc3 b1=D 40.Tc8 40. Tc8 De4 41. Txf8+ Rh7 42. Th8# ou 40. Tc8 Db4 41. a8=D! +- 1-0 Um jogo magistral de Kramnik.

 

Rodada 8: Todas as partidas acabaram empatadas, com a exceção de McShane x Kramnik, vitória do russo. Ambos disputavam a liderença, agora o russo é lider isolado e vem fazendo um grande torneio (+4 =3!). Para a última rodada amanhã teremos:

McShane x Anand: o melhor entre os ingleses luta por uma boa colocação, enquanto Anand jogou, como está se tornando costumeiro, de forma burocrática. Creio em empate.

Nakamura x Adams: Naka sempre joga para vencer, e uma vitória lhe daria boa classificação; Adams luta apenas para não ser o último na tabela. Mesmo assim, vou de empate.

Short x Carlsen: O filho preferido de Caíssa tem vencido seus torneios nas rodadas finais. Precisa vencer Short jogando de pretas (o que não é impossível) e torcer por Aronian contra Kramnik. Eu acredito que Carlsen vença.

Kramnik x Aronian: A despeito de seu imenso talento, Aronian não fez bom torneio, assim como Anand. Kramnik, comandando as brancas, pode vencer o evento (um empate, para o russo, não seria de todo mau). Empate.

 

Howell x Kramnik: o ex-campeão está em ótima forma!

 

                Espero que tenham gostado do post, até o próximo!

 

Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 19h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

04/12/2011


LONDON CHESS CLASSIC - 2 rodadas

 

              Está sendo realizado em Londres o LONDON CHESS CLASSIC, evento que conta com vários topboards do xadrez mundial. Além de Carlsen (que venceu o evento em 2010), o torneio conta com as presenças de Anand, Kramnik, Nakamura, Aronian e quatro "jogadores da casa": Adams, Short, Howell e McShane (que ficou em segundo lugar ano passado). Na primeira rodada, apenas Carlsen pontuou, vencenco seu jogo contra Howell (que, na minha opinião, poderia desistiu pelo esgotamento físico e/ou mental, acredito que poderia ter tentado se defender um pouco mais). Veja a partida logo abaixo (coloquei poucos comentários meus, a maioria vem de traduções dos comentários feitos nos sites especializados chessbase & chessvibes):

 

Bóris Becker, ex-número 1 do tênis mundial e amante do jogo das 64 casas, faz a abertura da partida para o escandinavo.

 

 

CARLSEN M. X HOWELL, D.

LONDON CHESS CLASSIC

1ª rodada – ECO C65

 

1.e4 e5 2.Cf3 Cc6 3.Bb5 Cf6 4.d3 Bc5 5.c3 O-O 6.O-O Te8 6... d6 7. Cbd2 Bb6 8. Cc4 Ce7 9. Cxb6 axb6 10. Ba4 Cg6 11. h3 Ch5 12. Bg5 f6 13. Be3 Chf4 14. Bb3+ Rh8 15. Bxf4 Cxf4 16. Ch4 f5 17. Cxf5 Dg5 18. Dg4 Df6 19. Dh4 Dxh4 20. Cxh4 Cxd3 21. Cf3 Tf6 22. Tad1 Cxb2 23. Td2 Ca4 24. Cxe5 Be6 25. Cg4 Bxg4 26. hxg4 Cxc3 27. Te1 h6 1/2-1/2 Anand - Carlsen/Moscou 2011

 

7.Bg5 h6 8.Bh4 Bf8 8...a6 9.Ba4 Ba7 10.Te1 d6 11.Cbd2 Rh8 12.Cf1 Tg8 13.Ce3 g5 14.Bg3 Tg7 15.Bc2 Ch7 16.d4 f6 17.h3 Df8 Alekseev -Van der Werf/Plovdiv 2010

 

9.Cbd2 d6 10.d4 exd4 11.Cxd4 Bd7 12.Cxc6 bxc6 13.Bd3 Be7 14.f4 Db8 15.Bxf6 Bxf6 16.e5

Howell “perdeu” essa ideia. Durante a conferência de imprensa ele disse: "Falta de confiança, má forma. Eu disse a mim mesmo que eu estava indo para jogar rapidamente, mas o oposto aconteceu."

 

16...dxe5 17.Ce4 Dxb2 18.f5!? Há várias maneiras de continuar, tais como 18.Tf2 ou 18.Dh5 mas o movimento jogado dá a certeza que a1-h8 fica fechada no momento e o cavalo em e4 é um grande bloqueador.

 

18...Ted8 19.Bc4 Be8 20.Dh5 Como ...Bf6-e7 pode sempre ser respondido com f5-f6, as brancas podem escolher qualquer momento para ocupar f6. Elas não devem fazer isso muito cedo, uma vez que o rei preto pode encontrar um lugar relativamente seguro em e7.

 

20...Td6!? Um outro método defensivo era 20... Db6+ 21. Rh1 c5

 

21.Tab1 Dc2 22.Dg4 Rf8 23.h3 Tad8 24.Rh2 As brancas controlam o tabuleiro e tem todo o tempo do mundo.

 

24... Da4 25.Tb4 Da3 26.Tb7 T6d7 26...Da4!?

 

27.Df3 Da4 28.De2 Te7 29.Cxf6 Como as brancas não podem melhorar sua posição, Magnus vai para o “próximo estágio”.

 

29...gxf6 30.De3 Ted7!  A melhor tentativa. 30...Rg7 31.Tb4 seguido por e.g. 32.Tf3 é esmagador. Se 30. ...Dxc4?? 31.Dxh6+ Rg8 32.Tb4! e a rainha já era...

 

31.Dc5+! 31. Dxh6+ Re7 não é de todo claro.

 

31...Td6 31...Rg8 32.Tb4 Dc2 33.Bb3 Dd2 34.Tg4+ Rh7 35.Df8 +-

 

32.Txc7 Dc2 33.Tc8! As brancas estão ganhando.

 

33...T8d7 34.Be6! Re7 34... fxe6 35. fxe6 ganha uma das torres (e talvez, muito mais coisas...).

 

35.Bxd7 Bxd7 36.Th8 Dd3 37.Tf3 Essencialmente não há nada errado com esse movimento, mas o mais fácil provavelmente seria 37.Tf2 Dd5 38.Dxa7 e agora 38...e4 como no jogo simplesmente falha para 39.Da8 De5+ 40.g3

 

37... Dd5 38.Dxa7 e4 39.Db8? Só esse lance é realmente impreciso. 39.Tf1 De5+ 40.Rh1 mantém o peão “f” no tabuleiro e faz a ameaça de Da8 muito mais forte. As brancas deveriam estar vencendo facilmente após o controle de tempo.

 

39...De5+ 40.Tg3 e com 3 segundos restando no relógio (para o primeiro controle de tempo), Howell desistiu. No entanto, após 40.Tg3 Dxf5 a posição não é tão clara. O computador ainda gosta da posição das brancas e segue com 41.a4, lutando para coroar esse peão. 1-0

 

Becker enfrentou Short e tomou uma surra... mas só no xadrez, a perna está assim por outro motivo.

 

                  Na segunda rodada, Carlsen escapou após muita luta, em uma partida jogada de forma arrojada e vigorosa por McShane (um tático fabuloso e criativo, jogador que me agrada bastante). Aronian não teve a mesma sorte: Nakamura conseguiu uma grande vitória sobre o armênio. Adams e Howell empataram, mas Short não teve a mesma sorte contra Kramnik: o gigante russo (nos dois sentidos: grande jogador e 1,95 m) se defendeu contra a Ruy Lopez do britânico, chegando a um final com os 4 bispos "em campo", só que os bispos de Kramnik estavam bem vivos, enquanto os de Short estavam inoperantes; veja a posição final:

 

 

              Anand acompanhou a rodada como "bye", apenas como comentarista. Amanhã, é Kramnik quem descansa, enquanto veremos Aronian x Short (o inglês deve "ficar esperto", o armênio virá com o sabre nos dentes), Carlsen x Nakamura (será que o estadunidense conseguirá melhorar sua performance contra o filho preferido de Caíssa?), Adams x McShane (cheiro de empate, apesar de McShane ter jogado os dois empates mais interessantes do torneio até agora, contra Carlsen e Aronian) e Anand x Howell (será que o ex-prodígio inglês sobreviverá ao Ganesh do xadrez? Acredito que Anand vencerá). Espero que tenham gostado do post, até o próximo.


 

Aronian provavelmente pensando: "Como deixei escapar esse Harry Potter sem óculos?!".

Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 21h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

27/11/2011


MEMORIAL TAL: CARLSEN GANHOU DE NOVO!!!

Sim, Carlsen ganhou de novo!

 

               Acabou mais uma edição do Memorial Tal e, adivinhem, Carlsen atropelou no final e ganhou mais um importante torneio. O Memorial Tal teve apenas 10 partidas com resultado decisivo entre as 45 disputadas, mesmo com a regra dos jogadores não poderem acordar um empate antes de 40 lances disputados; além disso, dos 10 jogadores que disputaram o evento, metade deles acabou de forma invicta, sendo que Carlsen venceu o evento ganhando apenas 2 partidas. Anand foi o mais burocrático, empatando todas as partidas, enquanto Nakamura ficou em último, com 3 derrotas (para Svidler, Ivanchuk e a decisiva contra Carlsen na última rodada). Aronian e Carlsen empataram em pontos, sendo que o primeiro havia vencido Svidler na penúltima rodada em um final brilhante, no entanto, Carlsen igualou a pontuação do armênio na última rodada, e no tie-break a regra era clara: levava quem havia vencido mais vezes com as pretas. Abaixo, a partida que deu mais um título para o "Mozart do Xadrez":

 

NAKAMURA vs CARLSEN

9ª rodada - Mem.Tal

 

1.d4 Cf6 2.c4 e6 3.Cf3 b6 "Talvez um estranho jeito de jogar pela vitória, mas pelo menos é menos “empatável” que o Gambito da Dama." (Carlsen)


4.g3 Ba6 5.Dc2 Bb4+ 6.Bd2 Be7 "Suspeito que nenhum de nós tinha ideia do que estávamos fazendo na abertura." (Carlsen) 6...Bxd2+ 7.Cbxd2 Bb7 8.e4 d6 9.Bg2 De7 10.O-O e5 11.Dc3 Cbd7 12.Ch4 g6 13.f4 O-O 14.Tae1 Tae8 15.fxe5 dxe5 16.d5 c6 17.Bh3 cxd5 18.exd5 b5 1/2-1/2 (18)Wojtaszek-Banikas/Porto Carras 2011


7.Bg2 c6 8.O-O d5 9.Ce5 Cfd7 10.cxd5 cxd5 11.Bf4 Cxe5 12.dxe5 O-O 13.Td1 "Um dos truques aqui é que se as brancas jogam 13.Cc3 as pretas podem jogar 13...Cc6 14.Cxd5 Cd4 15.Cxe7+ Dxe7 16.Da4 Cxe2+ que é aproximadamente igual 17.Rh1 Cxf4 18. Bxa8 Bxf1 19.Dxf4 ou talvez até um pouco melhor para as pretas"(Carlsen)


13... Bb7 "Eu Não estava tão certo de que como as brancas poderiam jogar por uma vantagem aqui." (Carlsen) 13...Cd7 14.e4 Tc8 15.Cc3 d4 16.Txd4 é uma bem conhecida linha teórica conhecida como um pouco melhor para as brancas – algo que Carlsen precisava para evitar - e.g. 16...Dc7 17.Tad1 Tfd8 18.h4 Cb8 19.Txd8+ Txd8 20.Txd8+ Dxd8 21.Da4 Dd7 22.Dxd7 Cxd7 23.Bf1 Bxf1 24.Rxf1 Gelfand - Alekseev (2708)/Moscou 2008


14.Cd2 14.Cc3 Cc6 15.Cxd5 exd5 16.Bxd5 De8 17.De4 Td8 18.Tac1 Ba8 19.e6 f5 20.Dg2 Cb4 21.Bxa8 Txd1+ 22.Txd1 Dxa8 23.Td7 Dxg2+ 24.Rxg2 Te8 25.Bd2 a5 26.a3 Cc6 27.Be3 Feller-Palac / Cap d'Agde 2006 14.e4 d4 15.Cd2 d3 16.Dc3 Ca6 Carlsen


14...Cc6 15.Cf3? "Eu Não tinha certeza se isso foi um erro ou se ele sacrificou [o peão]. Melhor era 15.h4 mas as pretas estão relativamente confortáveis." (Carlsen)

 

15... g5 "Eu pensei que Não poderia viver comigo mesmo se Não jogasse 15... g5." (Carlsen)


16. Be3 g4 17. Cd4 Cxe5 18. Bh6 Te8 "Eu Não vejo como as brancas podem conseguir qualquer compensação séria." (Carlsen)


19.e4 Bc5 20.Cb3 "Após 20. exd5 Df6 21. Bf4 Bxd5 22. Bxd5 exd5 Pretas estão apenas melhor." (Carlsen)

20...Tc8 "20...Df6 21.Cxc5 bxc5 22.Bf4 dxe4 23.Bxe4 Cf3+ 24.Rg2 Bxe4 25.Dxe4 e as brancas estão mais ou menos OK. "(Carlsen)


21.Cxc5? Carlsen esperava 21.exd5 Bxd5 (21...Df6!?) 22.Bxd5 exd5 23.Df5 Tc6 24. Bf4 Tf6 25. Dg5+ Tg6 26. Dxd8 Cf3+ 27. Rg2 Txd8


21... Txc5 22. Da4 Bc6 23. Dd4 Df6 24. Bf4 dxe4 25. Bxe4 "É claro aqui que as pretas estão quase vencendo" (Carlsen)


25...Cf3+ "Eu poderia ter jogado 25...Bxe4 26.Dxe4 Cf3+ 27.Rg2 Df5 mas pensei que seria melhor ter um bispo em f3 que um cavalo." (Carlsen)


26.Bxf3 Dxd4 "Aqui 26...e5? 27.Bxc6 exd4 28.Bxe8 seria um jeito divertido das coisas darem errado para as pretas”


27.Txd4 Bxf3 28.Td7 Td5 Durante o jogo Carlsen pensou que isso "venceria mais ou menos forçado" e durante o post-mortem ele chamou de “tecnicamente vencedor” 28... e5 29. Be3 Td5 30. Txd5 Bxd5


29.Txd5 exd5 30.Be3 Te4 31.Te1 d4 32.Bd2 Txe1+ 33.Bxe1 Be2 34.f4 "Única chance dele." (Carlsen)


34... gxf3 35.Bf2 d3 36.Be1 Rg7 37.Rf2 Rf6 38.Re3 Rf5 39.h3 Necessário. 39.Bd2 Rg4 39.h4 Rg4 40.Rf2 Bd1 41.Bd2 Bc2 42.Bf4 Bb1 43.a3 b5 44.Bd2 Bc2 45.Be3 a6 46.Bd2 Bb3 47.Be3 Bd5 48.Bd2 Be4 49.Be3 Rf5 e o rei caminha para b3 com posição vencedora segundo Magnus. "Em geral eu estou vencendo quando sou capaz de forçar o peão “a” dele a se mover e libertar meu bispo."


39...h5 40.Bd2 Bf1 41.Be1 Bxh3 42.Rxd3 Bf1+ 43.Re3 Rg4 44.Rf2 Bb5 45.Bc3 Bc6 46.Be5 b5 "Eu Não quero que ele troque muitos peões na ala da dama" (Carlsen)


47.Bb8 a6 48.Bc7 f5 49.b3?! Agora a vitória é “completamente trivial” para as pretas (Carlsen). Após 49.a3 a intenção de Carlsen 49...Bd7 50.Bd6 f4 51.gxf4 Bf5 52.Bc5 h4 53.Rg1 Rxf4 54.Bf2 h3 55.Rh2 Re4 56.Rg3 Bg4 Carlsen 57.Bg1 Rd3

49... Bd5 50.Bd6 f4 51.gxf4 h4 52.f5 Rxf5 53.Re3 53.a4 Bxb3 54.axb5 axb5 55.Rxf3 Bd5+ “os peões estão muito distantes um do outro, as brancas Não podem detê-los” (Carlsen)


53... Rg4 54. Rf2 h3 55. Re3 Be4 56. Rf2 Bb1 57. a3 57. a4 b4 58.a5 Be4 59.Rg1 Bd5 60.Bc5 Rf5 (planejando levar o rei até b5) 61.Rh2 Bxb3 62.Rg3 Bd5


57... Ba2 58.b4 Bf7 Carlsen explicou que o plano é 58... Bf7 59.Bh2 Bh5 60.Bg3 Rf5 61.Bh2 Re4 62.Bg3 Rd3 63. Bc7 Rc4 64. Rg3 Bg4 65. Bb6 Rb3 66. Bc7 Rxa3 e, daqui para frente, Não é mais difícil: 67.Ba5 Ra4 e as brancas estão em Zugzwang. 0-1

 

Desalento de Svidler vendo o final perdido diante de Aronian, 8ª rodada


                 Bom, é nítido que Anand, apesar de ser o Campeão Mundial, já não é mais o principal jogador do mundo. O pior é que, nos desmandos loucos da FIDE, Anand jogará seu match contra o mais que respeitável, mas insípido, Gelfand. Entendam o que estou escrevendo: Gelfand é um GM fortíssimo e experiente, senhor de vasto repertório teórico e grande lastro, no entanto, é evidente que um match entre Anand contra Carlsen seria muito mais interessante.

                 Outras notícias: Hou Yifan manteve seu título mundial com relativa facilidade contra Humpy (o match feminino que eu queria ver seria entre a chinesinha contra Judit Polgar, não seria fantástico?). Fier venceu a II Copa Latinoamericana (na minha opinião, suas duas vitórias mais importantes foram contra Felgaer e Iturrizaga) e o MI francês Vladimir Okhotnik surpreendeu e venceu o Mundial de Seniors (Riemsdijk ficou em 25º).

                 Espero que tenham gostado do post, até o próximo!

 

 

Aluno interessado.


Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 14h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

20/11/2011


MEMORIAL TAL (Após 5 rodadas)

Mikhail Tal (1936-1992)

 

               Está sendo disputado em Moscou o Memorial Tal, evento que conta com a participação da nata do xadrez mundial: Anand, Carlsen, Kramnik, Ivanchuk, Gelfand, Svidler, Aronian, Nakamura, Karjakin e Nepomniachtchi. Após 5 rodadas e 25 jogos disputados, tivemos apenas 6 jogos decididos e 19 empates! (a bem da verdade, a maioria desses empates ocorreu após muita luta). É comum o alto número de empates, haja vista o altíssimo nível do plantel de jogadores, no entanto, não deixa de ser paradoxal, uma vez que o jogador que empresta o nome ao torneio é o genial letão Mikhail Tal, conhecido por suas partidas de ataque e suas combinações mirabolantes. Aronian, Carlsen, Karjakin e Nepom lideram, todos com três pontos, enquanto Gelfand está isolado "na lanterna" (estaria ele escondendo o leite, uma vez que ganhou o direito de enfrentar Anand pelo título mundial, ou seria apenas uma performance abaixo do esperado?). Abaixo, partida da segunda rodada comentada no site chessvibes, com a vitória de Carlsen, comandando as peças brancas, contra Gelfand:

 

CARLSEN vs GELFAND

2ª Rodada - Memorial Tal

 

1.d4 d5 2.c4 c6 3.Cf3 Cf6 4.e3 Bf5 5.Cc3 e6 6.Ch4 Bg6 7.Cxg6 hxg6 8.Bd3 Cbd7 9.O-O  9.De2 Bd6 10.Bd2 De7 11.c5 Bc7 12.f4 Ch5 13.O-O-O f5 14.b4 Korchnoi -Pelletier/Biel 2003

 

9... Bd6 10. h3 dxc4 10... O-O 11. f4 c5 12. cxd5 exd5 13. f5 g5 14. Df3 Cb8 15. Rh1 Cc6 16. Cxd5 cxd4 17. exd4 Cxd4 18. Cxf6+ Dxf6 19. Dg4 De5 20. g3 Be7 Tancev -Nestorovic/Struga 2009


11.Bxc4 Cb6 12.Bb3 e5 13.Dc2 De7 14.Bd2 O-O-O "Agora fica realmente interessante" (Carlsen) 14...exd4 15.exd4 O-O-O 16.Bg5

 

15.d5 e4 16.dxc6 De5 17.f4 exf3 18.Txf3 "Tudo mais ou menos forçado" (Carlsen)


18...Cg4 19.cxb7+ 19.hxg4 Th1+ 20.Rf2 Txa1 21.Ce2 Bc5 22.Txf7 bxc6

 

19...Rb8 20.hxg4 Th1+ 21.Rf2 Txa1 22.Ce2 Bc5 23.Bc3 "Eu não vi o que mais  poderia fazer" (Carlsen)


23...De7 Gelfand estava hesitando entre o movimento do texto e 23...Dg5 e.g. 24.De4 Dh4+ 25.Cg3 Bd6 26.Be5 De7 27.Bxd6+ Dxd6 28.Txf7 Cd7 (28...Dd2+ 29.Rf3 ) 29.Dd4 Ce5


24. g5 Tdd1 25.Cg3 Bd6 26.De2 26.Ce4? Tac1 27.De2 Tf1+


26...Tg1 26...Bxg3+ 27.Txg3 Tf1+ 28.Dxf1 Txf1+ 29.Rxf1 Cd7 era mais lógico de acordo com Carlsen ("totalmente empatado") e agora 30.Bd5 não é possível por causa de 30...Dd6


27. Dd3 Bc7 27...Cd7 28.Ce4 Bh2 (28... Be5 29.Dxd7)


28.Ce4 Taf1+ 28...Cd7 29.Dd5


29.Re2 Txf3 30.gxf3 "Agora é claro que as brancas estão melhor" (Carlsen)


30... f5 30...Be5 31.Bxf7 (31.Bxe5+ Dxe5 32.Dd8+ Rxb7 33.Cd6+ Rc6 ) 31...Bxc3 32.bxc3


31.gxf6 gxf6 32.Bxf6 Após 32.Cxf6 Gelfand estava planejando trazer a torre de volta com 32...Tg5


32...Dh7 33.Db5 Tg2+ 33...Cd7 34.Bd4 "e as brancas controlam o tabuleiro" (Carlsen) e.g. 34...Dh3 35.Cd2


34.Rd3 Dd7+ 35.Dxd7 Cxd7 36.Bd5 Be5 37.f4 O simples 37.Bxe5+ talvez fosse mais forte: 37...Cxe5+ 38.Rd4 Cd7 39.Bc6 Tg1 (tudo forçado para as pretas) 40.Bxd7 Td1+ 41.Re5 Txd7 42.Cc5 Td2 43.b4 e as brancas deveriam vencer o final facilmente

 

37...Bc7? Isso perde imadiatamente. Após 37...Bxf6 38.Cxf6 Cc5+ 39.Rd4 as pretas podem manter a luta com 39...Tc2! e capturar em b7 no próximo movimento, e.g. 40.b4 Cxb7 41.Cd7+ Rc7 42.Cf8 Cd8! 43.Cxg6 Cc6+ 44.Bxc6 Rxc6 embora isso deveria perder também.

 

38.Bc6 38.Bc6 Cxf6 (38...Cb6 39. Cc5 ameaça mate tanto quanto 40.Bxg2) 39.Cxf6 seguido por 40.Cd7+ e o peão "b" é promovido. 1-0. Importante vitória para Carlsen.

 

            A próxima rodada é terça-feira, e acredito que não veremos todas as partidas empatadas dessa vez. Espero que tenham gostado do post, até o próximo!

 

Carlsen e Ivanchuk empataram na 5ª rodada.

Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 21h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/10/2011


BILBAO / GOVERNOR´S CUP / UNIVÉ TOURNAMENT

 

              Sim meus caros, Carlsen conseguiu de novo! O Mozart do Xadrez venceu mais um torneio importante, lembrando os tempos em que Kasparov só jogava os principais eventos e, invariavelmente, vencia. Vejamos o que aconteceu nas duas últimas rodadas:

 

Rodada 9: Vallejo, que já havia conseguido escalpos de Carlsen e Ivanchuk, venceu Nakamura que, em uma posição ruim, viu a seta de seu relógio cair, triste ironia para um dos melhores jogadores de blitz no mundo. Aronian bateu Anand, jogando o campeão mundial na última colocação, e Carlsen empatou no primeiro lugar com Ivanchuk, batendo-o na partida entre ambos.

 

Rodada 10: Ivanchuk e Carlsen não se arriscaram muito e acabaram empatando suas partidas contra Aronian e Nakamura, respectivamente; no tie-break, Carlsen acabou vencendo o ucraniano e se tornando campeão. Anand escapou da última posição derrotando Vallejo.


 

Post-mortem com a presença de Judit, Giri, Lagrave, Kramnik e a peruzada. O escore de Judit contra Kramnik é muito negativo: segundo base de dados do site www.chessgames.com, Kramnik tem larga vantagem (+21 -1 =20).

 

                Enquanto Carlsen ganhava mais um torneio, outro evento interessante teve início: a Univé Tournament, na cidade de Hoogeveen, na Holanda. Apesar do Open ser interessante, o torneio principal foi bem mais, pois reuniu quatro grandes figuras do xadrez: o campeão francês Vachier-Lagrave, o holandês Anish Giri, o ex-campeão mundial Kramnik e a primeira-dama do xadrez, a magiar Judit Polgar. Kramnik sagrou-se campeão com 4,5 pontos (+3 =3) de forma bem convincente, vencendo uma e empatando a outra contra todos os seus ilustres oponentes; Giri ficou em segundo, Lagrave em terceiro e Judit em quarto.


 

Governor´s Cup, Saratov/Rússia: Moro ficou em 1º!


 

                  Se Carlsen venceu em Bilbao e Kramnik em  Hoogevenn, Morozevich não ficou atrás e demonstrou mais uma vez que voltou "com a corda toda", vencendo ao difícil torneio Governor´s Cup, que contou com a participação de Leko, Ni Hua, Tomashevsky, Ponomariov, Shirov, Alekseev, entre outros; apesar da performance de Moro (+6 =5) o torneio teve muitos empates, bastando para isso observar as performances do 2º (Tomashevsky +3 =8) e do 3º lugar (Leko +2 =9).Shirov, um jogador notabilizado pelas partidas de combate, acabou em 5º lugar com (pasmém!) 11 empates, invicto! Na partida abaixo, podemos observar que Moro voltou a mostrar seu melhor xadrez:

 

Alexander Morozevich x Pavel Eljanov

ECO C45 - Round 5

 


1.e4 e5 2.Cf3 Cc6 3. d4 exd4 4.Cxd4 Bc5 5.Cxc6 bxc6 6.Bd3 d6 Aqui, no torneio de Biel/2011, Caruana optou por 6. ...Dh4 contra Carlsen e perdeu em 27 lances.

 

7.Cc3 Ce7 8.O-O O-O 9.Ca4 Bd4 10.c3 Bb6 11.Bg5 f6 12.Bh4 Be6 13.Dc2 Dd7 14.Tad1 Cg6 15.Bg3 Df7 16.b3 Tae8 17.c4 c5 Embora o bispo em b6 se torne agora quase um espectador da luta, Eljanov temeu que Moro executasse c5 para seu próprio bando, o que criaria alguns problemas para as pretas: se 17. ...Bd4, seguiria 18.c5! Bxc5 19.Cxc5 dxc5 20.Dxc5 e a ala da dama do exército preto é bastante feia de se olhar.


18. f4 Ce7 19.e5! Morozevich não vê graça em 19.Cxb6 (sugerido por alguns programas de computador) e gera seu “campo de batalha criativo”: procura abrir oportunidades de ataque + infiltração para sua dama e seus bispos e seu cavalo possui muito mais condições de entrar em jogo ativamente do que o bispo oponente.


19. …f5 20.exd6 cxd6 21.Be2 d5 22.Bf2 Tc8 se 22. …d4, a cadeia de peoes é limada com 23.b4 cxb4 24.Cxb6 axb6 25.Txd4 Tc8 26.Te1.


23.Cb2 d4 24.Cd3 Cg6 25.Bf3 Df6 26.Tfe1 Tfe8 27.g3 a5 28.Te2 Bd7 29.Tde1 Txe2 30.Dxe2 Bc6? Expondo a coluna “e” à invasão branca.


31.Bd5+ Bxd5 32.cxd5 a4 33.Ce5 Ba5 Mover a torre fora do alcance do “elefante” de a5? Isso é coisa de amador! Moro tem outra ideia em mente...

 

 



34.Dc4!!
Ninja!

34. ...Dd6
 Eljanov calculou que se jogasse 34. ...Bxe1,
seguiria 35.d6+ Rh8 36.Cf7+ Rg8 37.d7!!

É lógico que Morozevich também
calculou isso...


35.Te2 axb3 36.axb3 Ce7 37.Db5 Bb4 38.Cc4 Dd8 39.d6 Cc6
40.Ce5 Cxe5 41.fxe5
Os peões “c” e “d”
das pretas podem ser facilmente
extirpados, enquanto os infantes
brancos nas colunas “e” e “d” não
podem ser combatidos em seu
avanço sem grandesm baixas
inimigas. 1-0 Uma partida brilhante
de Moro. Espero que tenham gostado,
até o próximo post.



Quem disse que é difícil dominar todo tabuleiro?








 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 


 


Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 22h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

09/10/2011


MASTERS FINAL - ETAPA BILBAO (rodadas 6,7,8)

 

                VERGONHA. Esse é o sentimento de todo brasileiro ao ler a triste notícia a respeito do assalto sofrido por Vassily Ivanchuk e sua esposa em nosso país. O Brasil ainda terá a suprema audácia de organizar uma Copa do Mundo de Futebol e uma Olimpíada, onde veremos mais roubalheira, mais dinheiro público sendo mal empregado, entre outras coisas... sei que a respeito do que ocorreu ao ucraniano muitos irão dizer "mas há assaltos em qualquer lugar do mundo"... não é bem assim, em minha opinião. A falta de educação, em nosso país, é gritante. Sei disso pois fui professor da rede pública de ensino, em SP, por vários anos, e minha esposa ainda é. E não é apenas a educação meramente acadêmica que é muito baixa; a educação ligada ao respeito, aos bons costumes e a ética no convívio em sociedade estão cada vez mais nulas; nosso povo é iludido com facilidade pelos políticos, e se satisfaz com pão e circo (da pior qualidade, diga-se de passagem); temos 5 campeonatos mundiais de futebol e nenhum prêmio Nobel (em comparação, os Estados Unidos tem 313, se não me engano, e até mesmo um país paupérrimo como a Guatemala já possui títulos). E o que estou escrevendo tem relação com o assalto a Ivanchuk? Tudo. A falta de educação retira do cidadão a oportunidade de ter um emprego (ou pelo menos, da consciência do quanto é importante ter um), faz com que ele se reproduza ao acaso (haja vista quantas crianças estão abandonadas por aí), entre outras coisas. Espero que, com o crescimento econômico do país, alguém com poder passe a pensar em uma maneira de melhorar a educação de nosso povo de modo geral, ajudando a diminuir a imensa massa de manobra sem cultura que assola esse país.

                Voltando ao que interessa, passo a comentar agora o Grand Slam a partir de Bilbao:

 

Rodada 6: Vallejo x Aronian acabou em empate, mas o espanhol quase conseguiu bater o armênio que parece haver menosprezado a abertura do "prata da casa". Carlsen x Anand foi uma partida bem disputada, mas que também terminou em armistício. Ivanchuk conseguiu se isolar ainda mais na liderança do campeonato derrotando Nakamura em uma bela partida, fazendo com que o estadunidense perdesse a invencibilidade no evento.

 

Bilbao e um dos seus inúmeros cartões - postais

 

Rodada 7: Aronian x Carlsen terminou em empate, assim como Anand x Nakamura. Aronian e Anand fazem um torneio chocho e dificilmente têm maiores pretensões até o final do evento. Vallejo surpreendeu e derrotou Ivanchuk, o que certamente traz um novo gás para o evento, principalmente para Carlsen e Nakamura.

 

Rodada 8: Aronian mostrou que esse não é um dos seus torneios mais memoráveis e foi derrotado por Nakamura; Anand x Ivanchuk foi um combate interessante, mas acabou em empate, e o ucraniano manteve sua liderança. No entanto, Carlsen devolveu a derrota sofrida no primeiro turno para Vallejo, e agora, faltando duas rodadas para o término, Ivanchuk lidera por 3 pontos, e jogará, de pretas, na nona rodada, contra o terrível escandinavo. Abaixo, a vitória de Magnus que, se não foi das suas mais brilhantes, foi importantíssima para que não deixasse Ivanchuk muito a vontade na liderança:

 


Vallejo: jogando um torneio no "Olimpo do Xadrez"

 

Carlsen x Vallejo

ECO D12 - 08.10.2011


1.d4 d5 2.c4 c6 3.Cf3 Cf6 4.e3 Bf5 5.Cc3 e6 6.Ch4 Be4 7.f3 Bg6 8.Db3 Db6 9.Cxg6 hxg6 10.Bd2 Bd6 11.h3 Cbd7 12.O-O-O Dxb3 13.axb3 a6 14.Rc2 Ch5 15.Bd3 Cg3 16.The1 O-O-O 17.e4N Outros movimentos foram tentados, sem conseguir obter nada.


17. ...dxe4 18.fxe4 c5 19.d5 Tde8 20.Ca2! Uma ideia importante. As brancas querem jogar b4, trocar esse peão pelo que está em c5, e então jogar b4 com o outro peão. O GM Romain comenta que a máquina refuta bem esse ideia com o bando preto, no entanto, contra seres humanos, ele acredita na viabilidade da ideia.


20. ...exd5 21.exd5 Cf5 Com 20. ...Ce5 21.b4 f6! Romain acredita “ser o suficiente para obter a igualdade”


22.b4 Cd4+ 23.Rb1 Cb3 24.Bc3 cxb4 25.Cxb4 Be5 26.Ca2 Bxc3 27.Cxc3 Cdc5?! Para Romain, que comentou a partida para o site Chessbase, os problemas reais das pretas começam aqui. As pretas deveriam haver jogado 27. ...Txe1+ 28.Txe1 Cdc5.


28.Txe8+ Txe8 29.Bc2 Te3 30.Ra2?! Magnus provavelmente estava muito incomodado com os cavalos, no entanto, seria um pouco melhor 30.Bxb3 Cxb3 31.Rc2 Cc5 32.b4 Cd7 33.Td3; aqui, Romain comenta que as pretas ainda têm boas chances de “segurar” a posição, no entanto, Vallejo teria que jogar o final com muita precisão.


30.Ca5 31.Td4 Tg3 32.Ce4 Txg2?? Um erro que custa a partida. Guloso, o condutor das pretas não calculou a simples, porém áspera resposta do norueguês... Era preferível trocar em e4: 32. ...Cxe4 33.Bxe4 Cb3! 34.Td1 Te3! 35.Bc2 Cc5 36.b4 Cd7  e as pretas estariam perguntando às brancas: E agora?

 

33.Td2! Txd2 34.Cxd2 Um dos cavalos pretos está irremediavelmente perdido, e não entendi porque Vallejo continuou, pois esse tipo de final é apenas faxina rotineira para um jogador como Magnus.

 

34. ...b5 35.b4 Cab7 36.bxc5 Cxc5 37.Ce4 Cb7 38.c5 f5 39.c6 fxe4 40.cxb7+ Rxb7 41.Bxe4 Rc7 42.Rb3 a5 43.Rc3 a4 44.Bc2 g5 45.Rd4 Rd6 46.Bd1 1-0 Um final com um perfeito zugzwang: não importa o lance escolhido por Vallejo, ele ficará em posição cada vez mais inferior, enquanto Carlsen irá coroar um dos seus peões com absoluta certeza. Não é uma das grandes partidas do filho de Odin, mas não deixa de ser uma importante vitória.

                   Espero que tenham gostado do post, até o próximo!

 

Magnus, observado por Nakamura ao fundo, olhando para Vallejo, poucos antes do espanhol desistir, com cara de "Hey, não viu ainda que o final está perdido, cara?"


 

 


Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 19h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

02/10/2011


MASTERS FINAL - ETAPA BRASIL

Anand aproveitando o "rest day" no Ibira.

 

 

                  Esta terminada a primeira fase do "Grand Slam Masters", etapa São Paulo. A etapa final será realizada em Bilbao, na Espanha. No Brasil, seis jogadores da elite mundial do xadrez, entre eles o campeão mundial vigente: Anand, Carlsen, Aronian, Nakamura, Ivanchuk e "Paco" Vallejo. Vejamos o que ocorreu rodada a rodada:

 

Rodada 1: O único jogo decisivo foi entre Aronian x Vallejo, com o astro armênio marcando o gol da vitória. O espanhol entrou em um Gambito da dama Aceito, jogou de maneira agressiva e com personalidade, mas Aronian não é do tipo que se assusta com ameaças; eis a posição do jogo após o lance 23 das brancas, conduzidas pelo armênio:

 

 

              A posição está materialmente equilibrada, mas não há motivos para preferir a posição do exército negro: as peças brancas estão em grande harmonia, com seu rei seguro, bispo+dama ameaçando mate em h7, torres rachando as forças espanholas em duas e um cavalo apoiando o imponente peão "e". Vallejo se contorceu até o lance 53, mas teve que se render.

 

Aronian conseguiu na 1a. rodada seu único escalpo em SP.

 

Rodada 2: Quem venceu dessa vez foi Ivanchuk, que bateu Vallejo, que perdeu sua segunda partida consecutiva (o bom GM espanhol veio para o evento junto com Chucky para substituir Kramnik e Karjakin). Nakamura x Anand  e Carlsen x Aronian foram empates bastante interessantes.

 

Informativo do evento.


Rodada 3: Aronian x Nakamura acabou em empate, apesar das tentativas do armênio de obter o ponto. Vallejo entrou para a história de seu país sendo o primeiro jogador espanhol a vencer o número 1 do mundo: Magnus teve o empate em mãos até o lance 24 (creio eu), ganhou um presente de Vallejo, devolveu logo em seguida e perdeu totalmente o fio da meada no lance 30, quando perdeu uma peça. Outra parte interessante da rodada foi a derrota de Anand, de brancas, para Ivanchuk: 

 

Posição final da partida Anand x Ivanchuk: o final para as brancas é sem esperança.

 

Rodada 4: Carlsen x Nakamura acabou em empate. O estadunidense, que fez fama no xadrez com seu estilo agressivo e criativo, está jogando de forma um pouco mais serena, mostrando que também sabe se defender e só atacando quando vê que suas peças realmente possuem harmonia suficiente para isso. Vallejo, após seu feito contra Carlsen na rodada anterior, foi vítima da fúria de Anand, que em um final cavalo+bispo (do espanhol) vs par de bispos (do indiano), o campeão mundial mostrou quem é quem e conquistou a vitória. No jogo Aronian x Ivanchuk, uma partida absolutamente espetacular, o armênio teve uma partida interessante até o lance 20, lançou-se ao ataque mas o ucraniano estava "naqueles dias"...

 

 

                Ivanchuk acabara de jogar 19. ...d4!, que abre a posição para o bispo das casas claras e devolve o peão para Aronian, com posição agressiva de ambos os lados mas bastante equilibrada. Com 20.exf7+, O jogo ficaria bastante complicado, mas Aronian resolve dar um bote com seu cavalo, mas Ivanchuk devolve o tiro de espingarda com um disparo de bazuca:


20.Cxf7? Dd5! De atacada, a dama negra passa a ser a atacante!


21.Bxf6? Isso complica a posição branca ainda mais. O defensivo 21.e4!? talvez incomodasse um pouco mais.


21. ...Dxh1+ 22.Rf2 Dxh3 23.Re1 cxb2! Ivanchuk não dá folga.

 

24.Dxb2 Bb4+ 25.Rd1 Bf3+ 26.Txf3 Dxf3+ 26.Rc1 Tfc8+ 27.Rb1 Dxf1+! 28.Bxf1 Be4+ e as brancas têm problemas.

 

27.Be2 Dxf6! 28.g5! Dg7 29.Dxd4 Txf7? Em um jogo altamente complicado e cheio de posições venenosas (sem contar que Chucky contava com menos de um minuto no relógio para realizar os 11 lances restantes para o primeiro controle de tempo) Ivanchuk escolhe o pior lance. Com 29... Bc5! 30.Dxg7+ Rxg7 31.Bxb5 Tab8 32. Bc4 Tb4! o final resultante é preferível para o condutor das pretas.

 

30.exf7+ Dxf7 27 segundos para as pretas perderam por tempo!

 

31.Tc1 Tb8 32.a4?? Um erro cometido por jogadores de todos os níveis: com o "relógio preto" pendurado, Aronian se precipita e não escolhe a melhor continuação.

 

32. ...Db3+ 33.Tc2 Db1+ 34.Tc1 Db3+ 35.Tc2 Tc8! A posição brancas agora está a beira do colapso.

 

36.Bc4+ bxc4 37.Dd5+ Rf8 38.Dd7 Te8 e as brancas desistiram.


 

Ivanchuk acabou a etapa São Paulo em primeiro lugar.

 

Rodada 5: Anand x Aronian acabou em empate. Nakamura, único invicto após 5 jogos da etapa São Paulo do Grand Slam, marcou seu primeiro ponto contra Vallejo, usando a mesma arma que Ivanchuk usara, dias atrás, contra o próprio espanhol: a abertura inglesa, subestimada por alguns, mas que é rica em possibilidades; Paco jogou bons lances (o que fez em todas as partidas até aqui) mas não foi o suficiente para derrotar ao samurai yankee. Ivanchuk jogou de brancas contra Carlsen, e acabou superado pelo norueguês, que conseguiu sua única vitória no evento; Magnus "encaixou" uma daquelas partidas em que ele joga do começo ao fim como se fosse um Smyslov computadorizado, movido a suco de laranja e com sua costumeira frieza escandinava, conduzindo a partida em finais muito difíceis, e nessa partida, particularmente, Ivanchuk não encontrou em alguns momentos o melhor modo de igualar.

 

                  A contagem do evento é de 3 pontos por vitória e 1 pelo empate (apesar de, se usarmos a contagem trivial, as colocações se manteriam as mesmas). Por enquanto, temos Ivanchuk em primeiro, com 10 pontos; Nakamura em segundo, com 7Carlsen, Anand e Aronian, respectivamente nessa ordem, mas todos com 6 pontos; e Vallejo com 3 pontos.

                  A etapa Bilbao começa quinta-feira que vem. O que esperar? Tudo é possível. Com exceção de Vallejo, creio que qualquer um dos outros cinco que se sagrar campeão não será nenhuma surpresa.  Ivanchuk está em primeiro e é bastante perigoso, apesar de oscilar resultados de vez em quando. Jogará na quinta contra Nakamura. O estadunidense, após chegar a elite do xadrez mundial, andou perdendo algumas partidas e parece que está mais "desconfiado", jogando com maior segurança e especulando menos. Não creio que manterá sua invencibilidade em Bilbao, tampouco que conquiste o primeiro prêmio. Magnus Carlsen abrirá Bilbao contra Anand; ambos ganharam apenas um jogo nessa primeira etapa, e tenho certeza que estão viajando para a Espanha com a faca nos dentes, principalmente Carlsen. Infelizmente, uma partida entre ambos sempre tem cheiro de empate. Já Vallejo, jogando em casa e com o apoio da torcida local, comandará as brancas contra Aronian, outro que ficou devendo um pouco em terras brasileiras. Não creio que Vallejo conseguirá muito em Bilbao; já Aronian se encontrará diante de um paradoxo: precisará evitar superestimar seus ataques mas, ao mesmo tempo, precisará achar um meio de jogar agressivamente, isso se desejar obter o primeiro posto na Espanha.

               Espero que tenham gostado do post, até o próximo!

 

 


Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 13h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

25/09/2011


COPA DO MUNDO - CAPÍTULO FINAL

"Ser ou não ser (campeão) eis a questão"

 

 

                Está encerrada mais uma edição da Copa do Mundo de xadrez, onde Ivanchuk ficou com o bronze, Grischuk a prata e Svidler, que está em ótima fase, ficou com o ouro. Chucky acabou sendo eliminado por Grischuk e em sites especializados do mundo inteiro voltaram a tona assuntos sobre a "falta de nervos" e o "colapso sob pressão" que seriam os motivos pelos quais o gênio ucraniano não teria sido, ainda, campeão mundial. A partida em que Ivanchuk foi eliminado foi extremamente tensa, com os jogadores amplamente pressionados pelo relógio; creio que o erro de Ivanchuk, que culminou com a sua derrota (outro lance teria levado a partida a outro resultado) poderia ser cometido por qualquer jogador em uma posição onde a pressão psicológica era imensa para ambos os lados. Em diversos torneios (inclusive blitz), Ivanchuk já mostrou sua incrível qualidade e venceu, mesmo sob grande pressão (quem tiver dúvidas, olhe o que ocorreu no Memorial Capablanca esse ano). Diversos jogadores fabulosos não conseguiram se laurear campeões mundiais: Nimzovich, Keres, Bronstein, Reshevsky e Korchnoi, só para citar alguns nomes, são bons exemplos de jogadores muito acima da média que não "chegaram lá". Isso não desmerece nenhum deles, muito menos Ivanchuk, que a despeito de não haver conseguido o ouro, fez um grande torneio e mostrou sua conhecida maestria. Erros? Até os maiores do mundo cometem, veja o diagrama abaixo:


 

Reshevsky x Savon (Petrópolis, 1973)

 

 

                Na partida acima, disputada em Petrópolis no lendário Interzonal vencido de forma brilhante por Mequinho, Sammy Reshevsky, um jogador excepcional, jogou o bizarro Dxg6+?? e anunciou xeque-mate; Savon, um tanto quanto estarrecido, de forma tímida e sem nada dizer, simplesmente moveu seu bispo de b1 até g6 e tomou a dama, o que fez Reshevsky abandonar, envergonhado, no mesmo instante (o próprio Sammy disse que esse foi o maior blunder de sua vida). Bom, todo jogador de xadrez, em qualquer nível, sempre comete aquele erro em que você xinga, a pressão arterial se altera, você tem vontade de gritar e esmurrar alguma coisa e fica pensando se seu cérebro realmente tem o tamanho natural... errar faz parte da vida.


 

 

 

             Bom, voltando ao que interessa, Svidler jogou um xadrez de grande qualidade e acabou vencendo na final ao seu compatriota e amigo Grischuk. Na partida abaixo,  veremos Svidler na semifinal enfrentando Ponomariov. De pretas, Svidler jogou uma interessante Grunfeld, sacrificou a qualidade em menos de 20 lances para chegar a um final com 2 bispos + torre vs 2 torres + bispo de Ponomariov (com Svidler "ganhando" no número de peões: 6-4).

 

Svidler: feliz vencedor da Copa do Mundo

 

 

Data 2011.09.13 - Semifinal
Ruslan Ponomariov x Peter Svidler
ECO "D85"
 

1.d4 Cf6 2.c4 g6 3.Cc3 d5 4.cxd5 Cxd5 5.e4 Cxc3
6.bxc3 Bg7 7.Da4+ Bd7 8.Da3 Cc6N

Uma novidade jogada por Svidler.

9.Cf3 e5 10.Be3 exd4 11.cxd4 De7 12.Dxe7+ Cxe7
13.Tb1
Segundo o boletim oficial do evento,
13.Tc1 daria as brancas “uma pequenina mas
duradoura vantagem”.
 
13. ...O-O-O Um lance desafiador e muito afiado. É 
como se, conversando, Svidler estivesse
chamando Pono para “briga”.
 


14.Bc4 f5 15.Cg5 fxe4 16.Cf7 Cf5 17.O-O Aqui, a 
partida se torna cada vez mais interessante.
Svidler perderá uma das torres com certeza,
então precisará obter compensações estratégicas
para não perder a partida.
 


17. ...Cxd4 18.Bxd4 Bxd4 19.Cxh8 Txh8 20.Bd5 b5 
21.Bxe4 c5 22.g3 a5 23.Rg2 b4 24.Bd5 Rc7 25.Bc4
Rd6 26.Tfe1 a4 27.f3 Tb8
Após o lance 27,Ruslan
ofereceu empate. Lembro-me que, certa vez, li uma
observação espirituosa do lendário GM inglês Nigel Short:
“Se o seu adversário oferecer empate, verifique porque
ele está se considerando em posição inferior antes de
aceitar”. Aqui é o caso. Svidler aposta, corretamente,
no poder de seu par de bispos e no enxame de peões

na ala da dama. 27.Tb8 apóia o avanço desses peões.



 

 

28.Te2? Um lapso. O correto seria 28.g4, para impedir 
que o bispo das casas claras de Svidler se tornasse
tão vivo, algo que veremos no decorrer da partida.

28. ...Bf5! 29.Td1 b3 30.axb3 axb3 31.g4 Bd7 32.Te3 
b2 33.Tb3 Txb3 34.Bxb3 Bb5 35.Ba2 Rc6 36.Td2 Rb6
37.f4 Bc6+ 38.Rg3 Be4 39.Td1 Rb5 40.Te1 Bd3 41.Te7
c4 42.Td7 c3 43.Td5+ Bc5 0-1
E as brancas desistiram.
As perdas materiais seriam muito altas para impedir a
coroação dos peões. Grande trabalho de Peter!


Espero que tenham gostado do post, até
o próximo! 

Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 10h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

11/09/2011


COPA DO MUNDO DE XADREZ - Comentários até a rodada 5

Khanty Mansiysk, local aonde ocorre a Copa do Mundo, e sua famosa Torre de Vidro

 

1a. rodada: 128 jogadores iniciaram a Copa do Mundo. Três brasileiros jogaram nessa rodada: Alexandre Fier teve que enfrentar o terrível Wang Yue (que foi o maior pontuador do Mundial de Nações), Diego di Berardino enfrentou Kamsky e Darcy Lima teve que encarar o atual campeão russo Peter Svidler. Fier venceu o primeiro jogo de forma consistente, chegando em um final de bispo bom x cavalo ruim; no segundo jogo, entrou em um jogo complicado mas conseguiu o empate, eliminando seu oponente, que era o favorito. Berardino pode colocar um novo item em seu currículo: conseguiu vencer a segunda partida do experiente estadunidense, mas acabou eliminado no tie-break.  Lima jogou "com alegria", indo para cima do russo, mas acabou em posição inferior (o russo deixou passar a vitória, no entanto, em uma situação de jogo não é sempre possível achar as linhas vitoriosas que as engines encontram em segundos) e a partida acabou em empate; na segunda, Svidler confirmou seu favoritismo. Uma surpresa na primeira rodada foi a eliminação de Peter Leko para o estadunidense Shankland.

 

di Berardino x Kamsky - round 1 / partida 2

 


 

 

27. ...Rh8?! 27. ...Bd5 igualaria. Berardino começa a abrir linhas para "assediar" o monarca negro.


28.exd4! Bxf4 29.De2

 


 

29. ...Bd5 30.dxe5 De6 31.Tce1 Tac8 32.Bh4!a partir daqui, Berardino pressiona até o final, ganhando o ponto.

 

32. ... Bxc4 33. bxc4 Td4 34.Bf6+ Rg8 35.Db2 Tdxc4 36.Dxb7 T4c7 37.De4 Tc4 38.Db7 T4c7 39.Df3 Bh6 40.Td1 Bf8 41.Rh1 Tc3 42.Td3 Txd3 43.Dxd3 Dc4 44.Df3 De6 45.Tb1 Bh6 46.Dd3 Ta8 47.Dd4 Dc6 48.Td1 De6 49.De4 Tb8 50.Td6 Db3 51.Rh2 Df7 52.Dg4 Te8 53.Dd4 Db3 54.Td7 De6 55.Da7 Tc8 56.Tg7+ Rf8 57.Da3+ 1-0

 

2a. rodada: Infelizmente, Fier acabou eliminado;  enfrentou seu xará russo Alexander Morozevich, que voltou a jogar em grande estilo nos últimos tempos. Shirov não conseguiu se impor contra o perigoso Potkin, e acabou perdendo as duas partidas. Ponomariov e Svidler precisaram jogar até as partidas rápidas de desempate para eliminar Ni Hua e Nquen, respectivamente.

 

Shirov tentou incendiar o tabuleiro, mas Potkin exterminou qualquer sinal de fogo.

 

3a. rodada: Nessa rodada, os destaques ficaram por conta da eliminação de Karjakin por Judit Polgar (o ano do ucraniano naturalizado russo não está sendo dos melhores); Mameryadov acabou eliminado pelo jovem Zherebukh, os cubanos Bruzon e Dominguez eliminaram a Quang Lie e Lysyi, respectivamente, enquanto Bu Xiangzhi salvou a honra chinesa eliminando o indiano Gupta. Também foi no mínimo inusitado o que ocorreu no match entre Grischuk e Morozevich; no primeiro jogo entre ambos, Grischuk venceu, o que obrigava O russo a buscar a vitória na segunda partida; qual não foi a surpresa de todos quando Moro ofereceu o empate após apenas 12 lances jogados. O que haveria acontecido com o russo? Após eliminar Fier de modo convincente, essa atitude diante de Grischuk foi, no mínimo, lamentável.


 

Morozevich parece mula subindo serra: quando parece que vai, empaca

 

4a. rodada: Judit Polgar começou perdendo para Leinier Dominguez, empatou na segunda partida; em seguida, o tie-break foi seguindo com vitórias alternadas, até que a húngara venceu na partida blitz. Ivanchuk e Bu empataram no "tempo normal", mas o ucraniano eliminou o chinês vencendo-o nas duas partidas do desempate. Navara eliminou o surpreendente Zherebukh, Ponomariov suou muito mas eliminou Bruzon na última partida blitz enquanto Gashimov também teve muito trabalho para eliminar o dinamarquês Nielsen. Grischuk, Radjabov e Svidler eliminaram, respectivamente, a Potkin, Jakovenko e Kamsky. Agora, restaram apenas oito jogadores (todos europeus) para jogar a quinta rodada.

 

Polgar feliz com o resultado. A moça magiar + Ponomariov eliminaram os últimos americanos da World Cup.

 

5a. rodada: Ivanchuk venceu a primeira partida contra Radjabov, principalmente pelo fato que este último superestimou seus próprios recursos e trocou sua dama por torre + bispo do veterano ucraniano; na segunda partida, foi Ivanchuk quem errou muito na defesa, permitindo que Radja empatasse; no tie-break Chucky foi mais feliz e eliminou o jogador do Azerbadjão. Não foi um dia muito feliz para os representantes dessa nação, uma vez que Gashimov também acabou eliminado e também por um ucraniano, Ponomariov. Navara, que vinha fazendo longas e épicas partidas nesse evento, acabou não conseguindo superar Grischuk, então o gambler eliminou o gentleman. Para completar, Judit acabou sendo eliminada por Svidler, com uma derrota e um honroso empate, fazendo ótima figura no evento. Agora, temos quatro finalistas, dois russos, dois ucranianos. Abaixo, momentos finais da partida decisiva entre Polgar e Svidler:

 

 

30.h3 Aqui, segundo Svidler, as brancas poderiam "mais ou menos" forçar um empate com 30.Dh5 Tf8 31.De2

 

30. ...Ta7 31.De3 Tc7 32.Td5 Bg5 33. Df3 Db6 34.Td1 Dc6 35.Dh5?! Rf8 36.Td5?! Após esse movimento, Judit ofereceu empate mas Svidler sentiu que poderia jogar sem colocar a partida em risco.

 

36. ...e4! As pretas, agora, têm a iniciativa.

 

37.De2 e3 38.Td4?!  38.Ta5 Ta7 39.Bc4 De4 40.b3

 

38. ...a5 39.h4 Bf6 40.Tc4 Da6 O controle de tempo foi atingido, e é nítido que as pretas estão superiores.

 

41.Dg4 Te7 42.Te4 Df1+ 43.Rh2 Be5+ 44.g3 Df2+ 45.Rh3 Bxg3 0-1 Um final perdido para a jogadora húngara. Para evitar o mate (Dh2), ela é obrigada a jogar 46.Dxg3 Dxg3+ 47.Rxg3 Txe4 e as pretas têm mais material, um peão passado e uma posição muito superior. Grande vitória de Svidler (diagrama da posição final abaixo):

 

 

              Na sexta rodada, teremos os encontros entre Ivanchuk x Grischuk e Svidler x Ponomariov. O site chessgames aponta, em um histórico de confrontos, Ivanchuk superando Grischuk (+9 -5 =15), mas o próprio site adverte que essa base de dados pode não estar completa. Ivanchuk sempre foi criticado pela falta de controle dos nervos (muitos atribuem ao nervosismo o fato de Chucky não haver se tornado Campeão Mundial); enquanto isso, Grischuk é conhecido por sua pokerface, conseguindo jogar grandes lances mesmo quando está em uma posição difícil e pressionado pelo relógio. Em minha modesta opinião, Ivanchuk é mais genial, mas uma vitória de Grischuk não seria surpresa. No outro match, o mesmo chessgames aponta vantagem para Ponomariov (+7 -5 =15). No entanto, Svidler está jogando um grande torneio e vem de uma importante conquista (o campeonato russo); por sua vez, Ponomariov costuma jogar muito bem em eventos estilo "mata-mata" e, ao contrário de seu compatriota, parece destituído de sistema nervoso periférico, tal a atitude que demonstra durante suas partidas, não importando se sua posição é melhor ou pior. Quem passará? Impossível ser preciso, mas acho que Svidler passa (apesar de eu estar torcendo para uma final ucraniana).

               Espero que tenham gostado do post, até o próximo!

 

Svidler e Polgar após o match, ambos demonstrando bom humor.

 

 

Ivanchuk não tem pokerface: em seu caso específico, diria ser uma "crazyface".

 

Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 11h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/08/2011


MUNDIAL JUVENIL E CAMPEONATO RUSSO (parte final)

 

 

                No Mundial Juvenil, a vitória coube a o polonês Dariusz Swiercz (no grupo principal) e a peruana Deisy Cori (no feminino).Dariusz empatou em pontos com o armênio Robert Hovhannysian, mas venceu nos critérios de desempate. Já a russa Olga Gyria deixou o título escapar, pois estava com 10,5 pontos contra 8 da sua adversária, a indiana Padmini, e precisava apenas de um empate; no entanto, perdeu o jogo e viu Cori conquistar o título. Os brasileiros Evandro Amorim e Juliana Terao acabaram nas classificações 21 e 27, respectivamente.

 

 


Dariusz e...

 

...Cori, vencedores do Mundial.

 

             No campeonato russo, mesmo com a vitória antecipada de Svidler, tivemos uma última rodada interessante. O campeão do torneio amargou uma derrota para Morozevich, que acabou em segundo lugar. Kramnik, ex-campeão mundial, ficou em quinto, mas nos presenteou com uma grande partida contra Galkin: sacrificou peça por peão com apenas nove lances jogados e em troca disso obteve uma vantagem posicional bastante duradoura, em uma posição aonde o condutor das peças brancas teve muitas dificuldades para se defender. Os comentários são de Peter Doggers, traduzidos e adaptados por este que vos escreve:

 

Galkin x Kramnik

15.08.11 - round 7 ECO B00

 

1.e4 d6 Um sinal que Kramnik realmente quer vencer esse jogo.

 

2.d4 Cf6 3. f3 c5  3... g6 4. c4 Bg7 5.Cc3 é uma Índia do Rei / Saemisch.

 

4.Ce2 Convidando o oponente para uma Siciliana Aberta

 

4... e6!? 5. Be3 d5 Nunca jogado antes! 5...cxd4 6.Cxd4 d5 7.e5 Cfd7 8. f4 Cc6 9.Cd2 Carlsson-Barda/Helsinki 1947

 

6.dxc5 Cbd7 7.Cbc3 dxe4 8.b4 b6!? Esse envolve um sacrifício de peça a longo prazo. 8... a5 9.a3 exf3 10. gxf3 Be7 também dá boa compensação.

 

 


 

9.c6 Bxb4 10.cxd7+ Bxd7 Sem um peão “b” é difícil completar o desenvolvimento das brancas.

 

11. a3 Ba5 12.Dd4 De7 13. fxe4 13.Bf4 Tc8 14.Bd6 e5 15.Dxe5 Dxe5 16.Bxe5 Cd5 17. Bxg7 Tg8 18.O-O-O Cxc3 19.Bxc3 Bxc3 20.Cxc3 Txc3 21.Rb2

 

13... e5 14.Dd3 O-O 15. Bg5 15. Bd2 Be6 16.Cd5 Bxd5 17.exd5 Bxd2+ 18.Dxd2 Dc5

 

15... Tac8 16.Bxf6 Dxf6 17.O-O-O Be6 18.Cd5 Bxd5 19.exd5 e4 20.Dd4 Dd6 21.h4 Dxa3+ 22.Db2 Dc5 23.Th3 e3 24.Tg3 Bd2+ 25.Rb1 g6 26. h5 Tfe8 27.hxg6 27. h6 é respondido com 27...Df8 (enquanto aqui 27...Te5 é menos forte do que a manobra 28. Tf3! a5 29.Tf6! b5 30.Tc6)

 

27... hxg6 28.Th3 Te5 A rainha branca está ocupada protegendo c2

 

29.Cc1 29. g4!?

 

 

29... Bc3 30.Db3? 30.Da2 Db4+ 31.Db3 Da5 32.Da2 e agora as pretas podem obter um empate mas “a coisa” está muito difícil para as brancas, que deveriam continuar com 32... Te4! 33.Dxa5 bxa5 34.Td3 (34.d6 Tb8+ 35.Cb3 a4 36.d7 Bf6 ) 34... Tb4+ 35. Cb3 Bd2 36.Td4 Txb3+ 37.cxb3 Tc1+ 38.Rb2 Txf1 39.Te4 Tf5 40.d6 Td5 41.Te8+ Rg7 42. Te7 =

 

 


30... Te4! 31.Ca2 31.Da2 Db4+ 32.Cb3 a5

 

31...Da5 32.Ba6 Tb4 33.Bxc8 Txb3+ 34. cxb3 e2 35.Cxc3 Dxc3 0-1 Uma brilhante vitória de Kramnik. 

                       Espero que tenham gostado do post! Agradeço a todos que tem acessado meu blog! Até o próximo post.

 

 

    

Kramnik em início de carreira.                                             


Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 11h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

14/08/2011


ROSTOV / MUNDIAL JUVENIL / CAMPEONATO RUSSO

 

Hou Yifan

 

 

              No Grand Prix feminino disputado em Rostov só deu a chinesinha desenhada acima: Hou Yifan venceu o evento de forma convincente (+6 =4 -1) e, para mim, é a principal jogadora feminina no xadrez mundial, sendo superada apenas pela húngara Judit Polgar. A grande surpresa do evento, ao meu ver, foi a performance negativa da russa Alexandra Kosteniuk (-5 =6), que segurou a lanterninha (o que teria acontecido com a ex-campeã mundial? Má fase ou excesso de trabalho como modelo?).

 

 

Kosteniuk em momento mais feliz na carreira enxadrística

 

 

                No Mundial Juvenil, após doze rodadas, tivemos a seguinte performance dos brasileiros: O mineiro Evandro Barbosa faz boa figura, uma vez que é o pré-rankeado 52 e se encontra na vigésima posição com 7,5 pontos (+6 =3 -3). O líder do evento é o armênio (sim, de novo alguém de láMuito feliz) Robert Hovhannisyan (que sobrenome difícil!) que lidera com massacrantes 10 pontos. No feminino, Juliana Terao também faz boa figura (+5 =4 -3) e está na décima sétima colocação; a liderança no feminino é da russa Olga Gyria (com 10,5 pontos!!!) seguida de perto pela peruana Deisy Cori. Abaixo, uma partida do grupo geral com comentários baseados nas observações do GM indiano Ramesh:

 

 

 

Kovalev,Vladislav (2439) - Nabaty,Tamir (2584)

Rodada 9 - 11.08.2011  ECO:B76

 

1.e4 c5 2.Cf3 d6 3.d4 cxd4 4.Cxd4 Cf6 5.Cc3 g6 6.Be3 Bg7 7.f3 0-0 8.Dd2 Cc6 9.g4

 

 

 


 


9….Bxg4!? Nabaty joga uma linha bastante aguda aqui.

 

 

 10.fxg4 Nxg4 11.Bg1 11.Nxc6 RB,Ramesh 11...bxc6 12.Be2 Cxe3 13.Dxe3 Da5 14.0-0-0 Tab8 15.Bc4 1-0 (60) Korneev,O (2588)-Padeiro,J (2304)/Torres Vedras POR 2011/The Week in Chess 874

 

 

11...e6 12.Cf3 Tc8 13.h4 primeira novidade do jogo

 

13...Da5 14.Be2 h5 15.Th3!? para defender a terceira fileira e colocar a torre em jogo

 

 

15...Bh6 16.Cg5 f6 muito arriscado mas Ramesh imagina que Nabaty queria vencer a qualquer custo para melhorar seu escore; 16..De5 é provavelmente melhor.

 

 17.Dxd6 fxg5 18.Dxe6+ 18.Bxg4 hxg4 19.Dxe6+ Rh7 20.h5! gxh3 21.Dxg6+ Rh8 22.Dxh6+ Rg8 23.De6+ Rh7 24.0-0-0 Ce5 25.Bd4 Tce8 26.Dxh3 dá um bom ataque para as brancas.

 

 18...Rh7 19.0-0-0 gxh4+ 20.Rb1 Tcd8 20...Cf6 21.Txh4 Tcd8 22.Bd3 Ce5

 

 

 

21.Cd5± Cf2 22.Bxf2 Txf2 23.Tg1 Agora o ataque branca está se tornando muito perigoso

 

 

23...Bg5 23...Tg8 24.Tb3! Tg7 (24...Cd8 25.Cf6+) 25.Txb7!+-]

 

24.Bxh5! Dd2 25.Dxg6+ Rh8 26.Be2! e não há defesa contra o mate

 


 


26...Tg2 27.Txh4+! 27.Txh4+ Bxh4 28.Dh5+ Rg7 29.Txg2++- 1-0

 

 

                 Mudando de assunto, está acontecendo o sexagésimo quarto campeonato russo, e a liderança, após 6 rodadas, cabe folgadamente ao GM Peter Svidler, com 1,5 ponto de vantagem sobre os segundos colocados. A classificação dos jogadores e suas respectivas pontuações são as seguintes:


- Svidler 5 / Morozevich, Grischuk e Karjakin 3,5 / Kramnik 3 / Nepomniachtchi 2,5 / Galkin 2 / Timofeev 1. Abaixo, o bonito final de partida onde Morozevich venceu Grischuk em uma partida muito interessante:

 


 

Morozevich x Grischuk, round 2, após 42 lances

 

 

 

43.Dxg7+!! Lindo lance. Após 43. ...Rxg7, seguiria 44.e6+ Rf8 45.exd7 Te8 46.Bf6 b3 47.Rg2!! (eliminando as ameaças pretas) b2 48.Th1! a1="D" 49.Th8#. Um mate cruel demais para ver no tabuleiro, o que fez Grischuk desistir assim que viu o sacrifício da dama.

 

                 Espero que tenham gostado do post, até o próximo!

 

 

 

Caricatura de Svidler praticando seu segundo esporte favorito: cricket.

 


Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 16h57
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

30/07/2011


WORLD CHESS (últimas rodadas) / BIEL / DORTMUND

Equipe Armênia que conquistou o ouro no Mundial de Equipes

 

 

               Única equipe a acabar invicta, a Armênia merecidamente venceu o World Chess Team, com a China ficando em segundo lugar e a Ucrânia em terceiro. Vejamos o que ocorreu nas duas últimas rodadas:

 

Round 8:  Rússia 4 x Israel 0 / China 3 x Índia 1 / Egito 1 x Hungria 3 / Ucrânia 2,5 x Estados Unidos 1,5 / Azerbadjão 2 x Armênia 2. Israel, mesmo contando com GMs experientes, tomou o único "pneu" no evento. A Ucrânia, que para muitos críticos teve performance surpreendente (as pessoas se esqueceram que os ucranianos ficaram com o ouro na Olimpíada de 2010), venceu a equipe estadunidense e, com um jeitão "mineiro", ficou bem colocada para obter uma medalha. O grande encontro foi entre Azerbadjão e Armênia; em determinado momento, os tabuleiros 1 e 2 deste encontra haviam acabado em empate, e no tabuleiro 4 Mameryadov havia derrotado Sargissian. Uma derrota dos armênios aumentaria, e muito, as chances do ouro ir para as mãos chinesas. O grande herói foi Akopian, que conseguiu superar Mamedov em um final complicado e empatou o match.

 

Round 9: Rússia 1,5 x Índia 2,5 / China 2,5 x Hungria 1,5 / Egito 1,5 x Azerbadjão 2,5 / Israel 1,5 x Estados Unidos 2,5 / Ucrânia 2 x Armênia 2. A última rodada teve uma tabela interessante: as medalhas seriam distribuídas literalmente de acordo com os resultados, sendo que ninguém havia garantido a "cor" de sua medalha com exatidão absoluta. Os destaques dessa rodada foram: a derrota da equipe russa, onde Nepomniachtchi e Svidler perderam, respectivamente, para Sasikiran e Ganguly (o primeiro esteve melhor durante a partida mas vacilou em dado momento dando a oportunidade de vitória para o jogador hindu); o Azerbadjão, que venceu seu match contra o Egito mas viu Mameryadov, com quase 300 pontos a mais de rating que seu oponente, o MI Shoker, ficar totalmente perdido em um final de peões e bispos e entregar o ponto; os chineses que venceram seu sexto match contra a Hungria, que fez boa figura no mundial; e o empate entre armênios e ucranianos que garantiu-lhes ouro e bronze, respectivamente.


 


Yue, com sua camisa de "Panda Invocado", foi o maior pontuador: 7 em 9

 

               No WCC foram bem: jogadores veteranos como Kamsky, Ivanchuk, Leko e Seirawan deram mais que conta do recado: marcaram pontos importantes para suas equipes (Leko e Kamsky, defensores do tabuleiro 1, saíram invictos do evento).  O MI Shoker teve uma performance muito acima de seu rating atual e conseguiu, em grande estilo, uma norma para GM. Também é possível destacar Aronian, que perdeu um jogo complicado para Kamsky em um dia e venceu Karjakin no outro, mostrando grande capacidade de recuperação e uma forte personalidade. Os chineses (fortes candidatos, na minha leiga opinião, ao ouro na próxima Olimpíada de Xadrez) perderam um match decisivo contra a Armênia, mas possuem uma equipe muito forte; Wang Hao, que jogou no tabuleiro 1 e ficou invicto durante todo o torneio, provavelmente não possui sistema nervoso; poucas vezes foi possível assistir a um jogador tão calmo, paciente, frio e que enfrentou de igual para igual todos os oponentes na mesa 1, enquanto Yue e Cia. iam marcando os pontos. Olho na China!


 

     

Leko, grande figura no WCC (performance acima de 2800!)

 

 

                     No WCC decepcionaram: A equipe russa acabou em quarto lugar, mostrando que Kramnik (que arrebentou em Dortmund) fez falta SIM, pois além de grande jogador, é muito calmo e experiente. Karjakin, que é ucraniano e se naturalizou russo "pois as oportunidades eram melhores" acabou não indo tão bem como tabuleiro 1: perdeu duas e empatou quatro partidas. A equipe do Azerbadjão, segundo maior rating-médio do evento, também foi uma grande decepção: acabou em sétimo lugar. Israel, medalha de bronze na última Olimpíada de Xadrez, mostrou sentir muita falta de Gelfand, que não participou do evento, e acabou em penúltimo lugar.

 

 

 

 

             Em Biel, Magnus Carlsen venceu de novo, com Morozevich em segundo e Lagrave em terceiro. Magnus está jogando com um estilo posicional soberbo, parecendo um Smyslov computadorizado, e só perdeu uma partida no torneio (para Lagrave). O mais bacana em Biel, para mim, foi Morozevich aparecer novamente jogando bem. Na última rodada, Moro bateu o suiço Pelletier(os comentários são do vencedor):

 

 

Moro x Pelletier

 

Yannick Pelletier  x Alex Morozevich

ECO D02  29.07.2011

 

1.d4 d5 2.Cf3 e6 3.c4 a6 4.cxd5 exd5 5.Cc3 "Ok, as brancas estão melhores" - Moro

 

5. ...c6 6.Dc2 Bd6 7.Bg5 Ce7 8.e3 f6 9.Bh4 Bf5 10.Bd3 Db3 seria melhor, segundo Moro

 

10. ...Bxd3 11.Dxd3 Cd7 12.Bg3 Cb6 Aqui as pretas igualaram, sempre segundo Morozevich


13.0-0-0?! "Um equívoco posicional; 13.Bxd6 Dxd6 14.0-0-0 era jogável" - Moro

 

13. ...Bb4! Agora o bispo em g3 está praticamente nulo.

 

14.Cd2 0-0 15.Rb1 a5 16.The1 a4 17.a3 Ba5 18.f3 Dd7 19.e4 f5 Segundo Morozevich, as brancas estão quase sem jogo.


 

 

 

20.Be5 f4 21.g3 Cg6 22.gxf4 Cxf4 23.Dc2 Cg6 24.Bg3 dxe4 25.Txe4 Bxc3 26.Dxc3 Cd5 27.Dc2 b5 28.Be5 Tae8 "Aqui eu me lembrei que quanto mais você troca peças, com menos peças você pode cometer erros" - Moro

 

29.Tde1 Cxe5 30.Txe5 h6 31.Tc1 Txe5 32.dxe5 Ce7 33.Ce4 Dd5 34.Cc5 Tf4 35.Td1 Td4 36.Txd4 Dxd4 37.Cd3 De3 Parando De2 das brancas

 

38.f4 De4 39.Ra1 Cd5 40.Dd2 Rh7?! "Um movimento totalmente estúpido para chegar ao controle de tempo" - Moro

 

41.Dd1 Rg8 42.Dd2 Ce3 43.Dc3 Cf5 44.Cc5 Dxf4 45.Ce6 Df1+ 46.Ra2 Ce7 47.Dd4 Cd5 48.Cd8 Dh3 49.e6 b4 50.Dd1 50.axb4 Db3+ 51.Rb1 Cxb4 52.Dc3 Dd1+ 53.Dc1 Dxc8

 

50. ...Dxh2 51.Dc1 bxa3 0-1, e as brancas se renderam. Uma partida agradável.


 

Kramnik - será o Retorno do Rei?

 

              Faltando uma rodada para terminar o torneio de Dortmund, já é conhecido o vencedor: o russo Vladimir Kramnik. Com performance até aqui de 2933 (!), Kramnik venceu 5 e empatou 4 das suas partidas (na nona rodada precisou de muita magia e precisão para se salvar de uma derrota contra o vietnamita Quang Liem, que também está invicto no torneio com 1 vitória e 7(Insatisfeito) empates). O alemão Meier está em último (previsível) e a grande decepção foi o estadunidense Nakamura (+1 -3 =5) que está em penúltimo lugar. Na última rodada, Naka joga de pretas contra o campeão do evento (Kramnik), Liem joga de brancas contra Giri e Meier, também de brancas, encara Ponomariov. Será o retorno de Kramnik em grande estilo? Only time will tell.

                  Espero que tenham gostado do post, até o próximo e obrigado a todos por lerem o que eu escrevo. Abraço!

 

 


 


 

 


 


Escrito por FERNANDO TERNAKIS RODRIGUES às 18h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, English, Livros, Esportes

Histórico